Gestão financeira é pauta do Projeto #agentequeaprende

Gestão financeira é pauta do Projeto #agentequeaprende

Uma boa gestão financeira não se refere apenas a uma captação de recurso eficiente. É necessário também que existam informações claras e confiáveis para o planejamento de ações e suporte necessário para a sustentabilidade organizacional. Pensando na importância desta prática, o Instituto da Criança – IC realizou, no dia 23 de outubro, mais uma edição do projeto #agentequeaprende com o apoio do CMAS  – Conselho Municipal de Assistência Social – de Belford Roxo, município do Rio de Janeiro. O encontro teve como tema “Gestão Financeira para o Terceiro Setor”.

A capacitação foi ministrada pelo voluntário do IC, Luiz Octávio Pasco Lima. A iniciativa recebeu 31 participantes, entre profissionais de organizações sociais e de equipamentos de serviços especializados da assistência social do município. A temática foi dividida em três partes: na primeira foi abordado o Planejamento Estratégico, etapa fundamental para atingir uma boa gestão financeira. Já os temas de Continuação de Planejamento Estratégico e Gestão Financeira serão aplicados nos próximos encontros nos dias 11 e 28 de novembro.

Criado em 2012, o projeto orienta gestores de organizações sociais e profissionais do terceiro setor através do acesso e do compartilhamento de informações pertinentes às diversas áreas de suas instituições. Até o momento, foram realizadas 31 edições do projeto, beneficiando 896 profissionais do setor social.

Confira as novidades do projeto #agentequeaprende

Confira as novidades do projeto #agentequeaprende

Um dos projetos desenvolvidos pelo Instituto da Criança, o #agentequeaprende realizou duas capacitações em uma única semana. No dia 17 de setembro, a iniciativa abordou aspectos jurídicos de uma organização sem fins lucrativos. O encontro foi realizado no Instituto Aldeia, em Niterói, município do Rio de Janeiro. Nesta edição, a advogada Renata Suppa esclareceu pontos importantes sobre deveres e responsabilidades. “Foi bem gratificante ser útil e trazer informações que irão contribuir para um futuro melhor, tanto para as associações, como para os beneficiários delas. Fiquei muito feliz em participar do #agentequeaprende. Agradeço ao Instituto da Criança por esta oportunidade”, destaca a voluntária.

Já no dia 20 de setembro, em parceria com a Target Consultoria, a iniciativa capacitou empreendedores sociais, profissionais dos CRAS, CREAS e SEMASC de Belford Roxo, município do Rio de Janeiro. Foram abordados conhecimentos técnicos em primeiros socorros para as organizações sociais e profissionais da área de assistência social. Carlos Alberto Silva, técnico em enfermagem, foi o encarregado em prestar todas as informações necessárias sobre a capacitação, no Centro de Especialidades Odontológicas, localizado no mesmo município. A capacitação contou com o apoio do CMAS – Conselho Municipal de Assistência Social de Belford Roxo.

Criado em 2012, o projeto orienta gestores de organizações sociais e profissionais do terceiro setor através do acesso e do compartilhamento de informações pertinentes às diversas áreas de suas instituições. Até o momento, 30 edições já foram realizadas.

Projeto #agentequeaprende aborda tema ambiental no mês que é o comemorado o dia do meio ambiente

Projeto #agentequeaprende aborda tema ambiental no mês que é o comemorado o dia do meio ambiente

Há muitas facilidades em fazer parte de uma sociedade contemporânea. É muito prático, por exemplo, comer um biscoito e jogar o pacote no lixo ou substituir uma lâmpada queimada por uma nova e jogar fora a antiga. Mas qual é o impacto de todo esse consumismo na natureza? É essa reflexão que o projeto #agentequeaprende abordou no dia 18 de junho com a palestra: “Que mudanças posso adotar para contribuir com o meio ambiente?”. O encontro foi realizado no Centro Cultural da Bíblia, no Centro do Rio de Janeiro, e recebeu 31 empreendedores sociais e profissionais do Terceiro Setor. 

A edição, que contou com o apoio da Appai – Associação Beneficente dos Professores Públicos Ativos e Inativos do Estado do Rio de Janeiro, recebeu dois palestrantes para tratar o tema: Luciana Domingues – assistente administrativo do projeto Light Recicla e Caio Miranda – fundador da Tech Trash, empresa parceira do Instituto da Criança. Luciana deu início ao encontro mostrando como funciona o projeto e de que maneira o lixo pode contribuir para a redução do valor da conta de luz de organizações sociais. 

Já Caio Miranda levou aos participantes a refletirem sobre o consumo consciente, destacando aspectos de como o descarte incorreto de eletrônicos pode afetar a nossa saúde. Durante o encontro, um grupo de artesãos fez uma exposição com materiais reciclados.

A palestrante Luciana Domingues revela entusiasmo em receber o convite para participar do projeto: “Fiquei muito feliz e orgulhosa com a oportunidade de participar de um evento que proporcionou de troca de conhecimento, construção de redes e principalmente de uma reflexão a partir de um tema tão importante e necessário, que é a prevenção do meio ambiente“, destaca.

O Projeto #agentequeaprende foi criado em 2012 com o objetivo de capacitar e qualificar empreendedores sociais/profissionais do Terceiro Setor das instituições que fazem parte da rede do Instituto da Criança através de workshops com temas pertinentes ao Terceiro Setor. Até 2018, 746 empreendedores e profissionais do terceiro setor foram capacitados.

Projeto #agentequeaprende realiza capacitação em Primeiros Socorros

Projeto #agentequeaprende realiza capacitação em Primeiros Socorros

Qualquer pessoa pode, eventualmente, passar por situações de emergência por motivos de lesões, acidentes ou condições de saúde, seja em casa ou no trabalho. É nesse momento que entra a importância de ter conhecimento em Primeiros Socorros. Para que possamos prestar um socorro de emergência correto e eficiente, precisamos dominar as técnicas de primeiros socorros. Pensando nisso, o Instituto da Criança realizou, no dia 10 de abril, mais uma edição do projeto #agentequeaprende, no SindRio – centro do Rio de Janeiro, com o tema Capacitação em Primeiros Socorros.

A atividade foi oferecida pela Target Consultoria e conduzida pelo enfermeiro Ricardo Carvalho, tanto com a parte teórica, quanto prática. Além de capacitar profissionais com noções básicas de Primeiros Socorros, o encontro também levou informação sobre a vigência da Lei 13.722/18 que torna obrigatória em estabelecimentos de ensino e atendimento infantil públicos e privados em todo território nacional a fim de prevenir mortes acidentais de crianças nestes espaços.

Ao total, 11 organizações participaram do encontro, como o Instituto Bola pra Frente, Instituto Casa Viva, Instituto Futuro Bom, Instituto Rogério Steinberg, Instituto da Criança, Lar São José, Projeto Ciranda Vicentina, Associação PROVER, Fundação Jesus de Nazaré, SEFRAS-Serviço Franciscano de Solidariedade e Ação Social Padre Anchieta-ASPA. O certificado de participação será emitido pela Target Consultoria.

O projeto #agentequeaprende orienta gestores de organizações sociais e profissionais do Terceiro Setor através do acesso e do compartilhamento de informações pertinentes às diversas áreas de suas instituições. Desde o início do projeto, em 2012, a iniciativa já capacitou mais de 700 profissionais.

Projeto #agentequeaprende recebe palestra sobre LinkedIn

Projeto #agentequeaprende recebe palestra sobre LinkedIn

A rede social LinkedIn, que era vista apenas como busca e oferta de empregos, passou a se tornar uma boa oportunidade de apresentação de soluções, conteúdo, networking e exposição de marca institucional. Para abordar este assunto, no dia 13 de novembro, o #agentequeaprende, projeto educacional desenvolvido pelo Instituto da Criança – IC, recebeu a palestra de Gabriel Gentil, da Agência Follow Me. O workshop foi realizado no SindRio – Sindicato de Bares e Restaurantes, centro do Rio de Janeiro, e contou com a presença de 28 empreendedores sociais.

Durante a ocasião, Gabriel compartilhou algumas técnicas de abordagem necessárias para que as instituições possam utilizar a ferramenta para captar recursos. “Foi um enorme prazer participar desta iniciativa. Conheci empreendedores sociais muito competentes e dedicados. Recomendo atuar como voluntário deste projeto“, afirma o administrador.

Desenvolvido desde 2012, o projeto #agentequeaprende tem como objetivo orientar gestores de organizações sociais com acesso e compartilhamento de informações pertinentes às diversas áreas de suas instituições.

Na foto: participantes mostram os certificados de participação.

Projeto #agentequeaprende ensina como elaborar um Plano de Comunicação

Projeto #agentequeaprende ensina como elaborar um Plano de Comunicação

Planejar é essencial. Pensar em uma organização e seu posicionamento no Terceiro Setor é, consequentemente, aliar à presença no meio digital. Apenas um site institucional já não é o suficiente para criar laços com doadores e demais partes envolvidas. As mídias sociais possuem papel importante para consolidar credibilidade e fidelização do público. No entanto, visualizar essa presença digital e social vai além de fanpage no Facebook ou um perfil no Instagram. Pensando nisso, o Instituto da Criança – IC – realizou a terceira edição de 2018 do Projeto #agentequeaprende, no dia 8 de agosto, com o tema: “Como elaborar um Plano de Comunicação em 7 passos”, ministrado pelo coordenador de comunicação do IC, Leandro Nascimento. A palestra foi realizada na UniCarioca, zona norte do Rio de Janeiro, e contou com a presença de 24 empreendedores sociais.

Durante o encontro, Leandro apresentou as etapas para a elaboração de um plano, ressaltando os benefícios que uma organização adquire quando implementado. Posicionamento da marca, definição de estratégias de investimento e contribuição na captação de recursos são uns dos benefícios. Além disso, foram apresentadas ferramentas de comunicação 100% gratuitas que qualquer organização pode utilizar para facilitar as atividades do dia a dia.

Desenvolvido desde 2012, o Projeto #agentequeaprende tem como objetivo orientar gestores de organizações sociais com acesso e compartilhamento de informações pertinentes às diversas áreas de suas instituições. Em 2017, por exemplo, a iniciativa beneficiou 214 gestores.